Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
...

 

O castigo...

 

- O que foi agora? - perguntou ela impaciente. O dia para ela tinha sido muito cansativo. Estava farta de discutir com Draco.

- Acho que te devo uma explicação - disse ele.

- A mim? Ou melhor a uma sangue de lama como eu? Não... não deves, agora muito boa noite! - disse ela decidida.

- Espera... - puxou-lhe pelo braço. - eu não devia de ter trazido para aqui a Parkinson. - disse ele fitando os seus próprios sapatos. De seguida, olhou para Hermione profundamente nos seus olhos. - Eu não gosto dela.

- Se não gostas dela, acho que estás a ser muito infantil... mas tu é que sabes. E se não te importas larga-me o braço... - e ao falar subiu as escadas sem olhar para trás.

Draco sentou-se no sofá e passou as mãos na cara... como quisesse dizer um " o que vou fazer com estas raparigas? " e mais tarde foi-se deitar.

Hermione estava deitada na cama enorme do quarto a pensar: 'porquê que ele quereria-me dar uma explicação?' ; 'porquê que insistiu?'... eram os pensamentos que pairavam na mente da rapariga.

Na manhã seguinte desceu e deu de caras com Draco.

- Até logo! - disse saíndo.

Estava perto do salão principal quando vê novamente Draco com Pansy. Olha para o lado e vê um aluno do primeiro ano Gryffindor a fazer um duelo com um aluno do primeiro ano dos Slytherin.

Hermione tirou a varinha de dentro da sua capa e foi em direcção aos alunos, assim como Draco que deixou Pansy espantada para trás.

- Parem os dois, imediatamente! - ordenou Hermione. O aluno da equipa dos Gryffindor, Jack Dawnson, parou e meteu a sua varinha no bolso. Ao contrário do outro aluno que continuou a desafiar Jack. - Se não parares vou ter de te levar imediatamente ao professor Snape... - ameaçou ela.

- Pára! - ordenou Draco.

Nesse instante, o aluno Slytherin viu ao longe Snape e fugiu. Draco e Hermione continuaram com as varinhas na mão. E olhavam um para o outro sem percebem o sucedido.

Snape chegou e pôs a mão no ombro de Hermione que ainda mantinha erguida a varinha na mão.

- O que pensa que está a fazer, miss Granger? - perguntou Snape.

- Eu... eu - tentou explicar-se. Draco olhava para ela. Nem eles percebiam muito bem o que se estava a passar.

- A ameaçar o Draco, suponho? - falou novamente Snape.

- Foi sim, professor... ela estava a torturá-lo... - defendou Pansy. E Draco olhou-a com ar de reprovação.

- Não... não... eu estava...

- Vai ser castigada... Apareça no meu gabinete hoje às nove da noite...

- Se a miss Granger for castigada, Mrs. Malfoy também será... - disse Mcgonnagall que tinha chegado nesse momento.

Hermione sorriu vitoriosa. Snape que não gostara dessa atitude decidiu castigar ambos.

- EU resolvo o castigo... - disse a professora de Transfiguração.

Snape olhava-a com ar ameaçador. Começavam todos os alunos a fazer roda à volta dos professores e dos chefes de turma. Chegando também a professora Sprout.

Snape explicou o sucedido e a professora de Herbologia resolveu o assunto.

- Eu estou a precisar dumas plantas que se encontram na floresta... eles podiam-me ajudar a encontrá-las... - sugeriu a professora Sprout.

- Combinado. - disse Mcgonnagall.

Hermione abriu a boca para falar e protestar:

- Mas...

- Cale-se, miss Granger... já fez asneiras suficientes por hoje. - ordenou Snape friamente. - Agora vamos todos tomar o pequeno-almoço!

Draco virou as costas e foi ter com Pansy. Hermione, Ron, Harry, Ginny e Elke conseguiram ouvir a conversa de Draco e Pansy:

- Porquê que fizeste aquilo à Granger?

- À sangue de lama? - disse rindo-se. - Porquê fofinho? Antes ela do que tu... não adiantou muito... mas soube-me muito bem humilhá-la.

Hermione tirou a varinha do bolso e ia em direcção à Slytherin quando foi impedida por Ginny.

- Deixa, Hermione... ainda agora ficaste com uma detenção. - lembrou.

- Pois... é a sorte daquela convencida! Porque ninguém me insulta! - disse enervada.

- Vamos, Hermione, nada que um pequeno-almoço não resolva. - sugeriu Elke.

- Mas o que se passou mesmo? - perguntou Ron.

Enquanto tomavam o pequeno almoço, Hermione contou tudo aos amigos. Depois tiveram aulas a manhã toda e uma aula de tarde e o resto do dia livre.

Ao fim da tarde ela saíu da sala comum dos Gryffindor para ir para a sala comum dos chefes de turma. ' Bem agora só me faltava apanhar o Draco com aquela nojenta... ' ' E se encontrasse? Isso não me importa nada... ' ' Ou importa? Eu era capaz de matá-los aos dois...' ia pensando Hermione.

Chegou à sala comum e só estava Draco deitado no sofá a ressonar. Foi buscar um livro de Herbologia para ler. Sentou-se numa cadeira em frente da enorme varanda.

Tentou concentrar-se, o que era um pouco difícil com o ressonar de Draco. Mas foi-se habituando e passado alguns minutos já nem tinha reparado que o barulho tinha parado. Draco estava em pé atrás de Hermione.

Olhava-a com atenção.

- Granger?

Hermione fechou o livro bruscamente.

- O que foi? Já não chega o Snape, a Parkinson e agora vens tu chatear-me? - perguntou ela levantando-se. Continuava furiosa. Nada lhe corria bem este ano...

- Desculpa se te incomodei... só vinha pedir desculpa pelo que a Pansy disse.

- Já pediste... mais alguma coisa?

- Eiii... não fui eu que te tramei, tá? - disse ele ficando furioso também. As bochechas dele começaram a ficar vermelhas. Ela tinha mesmo conseguido irritá-lo. - Não te esqueças que temos um castigo a cumprir hoje... na floresta!

- Não tenho medo... - disse enquanto punha a vista novamente no livro.

- Óptimo... assim não vais ter que te agarrar a mim...

Ela riu sarcásticamente.

- Isso... querias tu!

Levantou-se e foi para o quarto. Ficou até à hora do jantar a ler. Já Draco estava no sofá. ' Ela é bonita... mas é sangue de lama. E tem a mania que sabe tudo! ' ' ou melhor ela sabe mesmo... mas não deixa de ser a sangue de lama.' ' como consegues tratá-la assim? estavas à espera que ela te tratasse bem depois de tanto tempo a insultá-la?'.

Na hora do jantar ele olhava para a mesa dos Gryffindor, mais própriamente à procura de Hermione.

- Aquele paspalho não pára de olhar para ti, Hermione... - disse Ron.

- Deixa, Ron... - disse Harry. - Hermione, tenho pena que tenhas castigo por cumprir hoje.

- Ninguém lamenta mais que eu... ainda por cima na floresta...

- Pessoal... e se fôssemos com a Hermione? - perguntou Elke.

- Não podem, Elke... obrigado pela intenção. Mas se o Snape descobrisse ficavamos com pontos negativos...

Elke fez uma cara de decepção, queria mesmo ajudar Hermione.

Quando acabou de jantar, Hermione levantou-se.

- Tenho de ir... cumprir o meu castigo de sonho... - disse irónica.

- Adeus... toma cuidado contigo... - disse Harry.

Hermione já tinha saído, quando se fez luz na cabeça de Ginny:

- Harry, a tua capa!

- Boa, Ginny! - disse Harry sorrindo, levantou-se e puxou Ron pelo braço. Antes de correr até à sala comum dos Gryffindor, deu um beijo na testa de Ginny em gesto de agradecimento. A ruiva ficou a olhar para Elke corada.

Draco estava perto da sala de Herbologia, Hermione já se lá encontrava.

Quando lá estavam os dois, a professora Sprout passou a explicar o tipo de planta que queria:

- É um cacto que tem umas plantas em cima... e que serve para curar cortes profundos, sendo muito suculenta...e chama-se...

- Pachypodium lamerei... li sobre isso hoje. - disse Hermione.

- Muito bem, miss Granger... dez pontos para Gryffindor em pleno castigo!

- Mas... não é justo! - protestou Draco furioso.

A professora Sprout ignorou Draco.

- Podem ir...

Draco e Hermione já estavam a andar quando Hagrid chamou-os.

- Hermione, Malfoy... esperem!

- Mas, Hagrid... eles vão para o castigo.

- Iam, professora... iam! Vai haver uma reunião importante com os chefes de turma sobre o baile de Halloween.

Draco sorriu e olhou para Hermione. Ela também deu um sorriso.

- Mas... - contrariou a professora Sprout.

- A professora Mcgonnagall e o professor Snape disseram que iam passar para um dia mais significativo para eles. 'Tou a imaginar que seja no dia do baile...

- O quê? - perguntaram em coro Draco e Hermione.

- Bem... vão então para essa reunião... - concordou a professora Sprout.

Os três iam em direcção ao gabinete de Dumbledore, Draco protestava e Hermione suspirava fundo.

- Calma, meninos... pode ser erro meu. - disse Hagrid.

- Se eu bem conheço o Snape ele é capaz disso e muito mais... - disse Hermione. - Não podia ser neste baile!

Chegando ao gabinete sentaram-se meio contrariados.

- Bem... hoje estão livres do castigo... mas vão cumpri-lo.

- Quando, professor? - perguntou Hermione.

- Isso vou deixar ao cargo do professor Snape, miss Granger... a professora Mcgonnagall vai estar muito ocupada com ideias para o baile e vocês vão ter de ajudar.

- A data que eu escolhi foi a do dia do Halloween... - começou Snape.

Draco e Hermione trocaram olhares. Não queriam acreditar no que lhes estava a acontecer.



publicado por Sara Mendes às 15:04
link do post | Opinar :'D | favorito

2 comentários:
De Daniela a 11 de Agosto de 2007 às 14:03
ola'

a historia esta mto fixe como smp...

bom fds (fim.de.semana)

beijinhos****


De Anuskah =] a 12 de Agosto de 2007 às 10:16
AMEI
AMEI
AMEI
AMEI
AMEI
AMEI

amei mesmo tdo qe escreveste sobre o Harry Potter... logo eu qe sou fana'tica por tudo qe rodeia o mundo dele =)

passa pelo meu e deixa a tua marqinha :)

Beijnhux


Comentar post

.mais sobre mim
.Relógio


.Calendário


.Mensagens :)
.posts recentes

. 100 verdades

. Não é um Adeus, mas um At...

. Madrid <3

. Q grande seca!

. HELLO. :D

. Sem ti

. É amor. É paixão.

. Keep going on :)

. Essências :D <3

. mais unidos ? <3

.arquivos

. Dezembro 2010

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.Um pouco mais de mim

Nome: Sara
Apelido: Mendes
Idade: 16
Signo: Touro
Cidade: Porto
Passatempo: Ver tv, ler e escrever
Gosta de: MANUEL MARTINS, Harry Potter, Amigos, Escrever, Ler, Namorar, Bloggar :D
Não gosta de: Mentira, inveja, falsidade e de pessoas egocentricas.
Curiosidades: Sou uma pessoa simples :)

Perfil gerado no VICKYS.com.br

.pesquisar
 
.subscrever feeds